Blog

Crianças são fiéis aos seus pais

Veja o diz os relatos de Bert Hellinger na revista A Serviço da Vida.

 Numa visita a um orfanato Bert Hellinger perguntou ao ajudante.

- “Ajudar a órfãos não é só uma tarefa bonita, é também uma tarefa difícil. Como você o faz?”

 E o ajudante respondeu:

- “Aparentemente difícil. Podemos deixar o sol brilhar sobre essas crianças, assim como são, e sob seus pais, assim como sempre foram. Neste instante as crianças sentem-se como crianças de sua família”.

O mais importante para a criança é que ela saiba: “Este é o seu pai e esta é a sua mãe. Eu faço parte deles e eles de mim, mesmo que já estejam mortos ou que algo tenha sucedido”.

Assim sentem-se em casa no orfanato e é simples lidar com elas.

Se auxiliarmos demasiadamente uma criança ela fica zangada. Ajudamos com distância e ajudamos, principalmente, em nome dos pais. Logo é importante que nos situemos abaixo dos pais. Se nos colocarmos acima, como se fôssemos um pai ou uma mãe melhor do que os pais reais da criança, ela fica zangada.

Manter-se em sintonia com os pais é a melhor maneira dos assistentes ajudarem as crianças de um orfanato.

Esta postura compreende também que se permita que as crianças a eles confiadas, venham a ser iguais a seus pais. Trata-se de um ponto muito importante uma vez que crianças querem ser iguais a seus pais.

Se dissermos a uma criança “Só não fique como o seu pai” ela quer tornar-se exatamente igual ao pai por um sentimento de lealdade. Este é o efeito de tais alertas na alma da criança. Se, porém, é permitido que a criança venha a ser como o seu pai e essa lhe diz na alma “eu quero ser igual a você” então o pai a olha amorosamente e talvez lhe diga “Você também pode fazê-lo um pouco diferente de mim.”

Através da aceitação de seus pais como eles são, a criança fica livre para desenvolver-se diferentemente, fora do campo de influência dos pais.

Toda criança ama os seus pais independentemente de como eles são.

Se a pessoa que quer ajudar a essas crianças ama e respeita os pais dentro delas, elas sentem-se seguras.

Amam os ajudantes uma vez que estes estão internamente ligados aos seus pais e porque sabem que querendo, podem voltar internamente para os seus pais a qualquer momento.

 

Lindo né?

E é simples, só que gostamos de esconder, de poupar, de não sermos “tão verdadeiros” com as crianças.

Estas orientações também valem aos professores, mesmo que sintam a negligência dos pais devem obedecer a hierarquia estabelecida.

Aqui tem um vídeo que falo mais um pouquinho sobre, "Quando os pais levam seus problemas para os filhos".

 

FONTE:
A Serviço da Vida 
Uma revista a serviço do trabalho das constelações sistêmicas segundo Bert Hellinger.
Com artigos da revista alemã “HellingerZeit Schrift” - revista trimestral alemã de autoria de Bert Hellinger e Marie-Sophie Hellinger.
Reprodução autorizada.
Direitos autorais para o português da Editora Atman.
Tradução: Filipa Richter
Revisão: Tsuyuko Jinno-Spelter
Diagramação: Virtual Edit Coord.
Editorial: Décio Fábio de Oliveira Júnior
Revista 0 – edição alemã em 05/2005